Certificado digital é a ferramenta da Lei Geral de Proteção de Dados

Certificado digital é a ferramenta da Lei Geral de Proteção de Dados

Certificado digital é a ferramenta da Lei Geral de Proteção de Dados

Se o mundo online já exige formas seguras de identificação, com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, as transações protegidas terão que se multiplicar. E como aponta o assessor especial do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, Ruy Ramos, a certificação digital é solução amadurecida e cada vez mais acessível. 

“A questão principal hoje é como saber no mundo digitalizado, na internet, quem está do outro lado. Imagine que sou uma empresa e preciso fornecer informação para aquele cidadão, para aquele cliente. A resposta do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação é o uso do certificado digital. A tecnologia que tem mais de 18 anos usando as mais modernas técnicas de criptografia para justamente entregar ao cidadão uma identificação, sua identidade digital”, afirmou durante o 7º seminário Cyber Security – Gestão de Risco no Governo, promovido pela Network Eventos em Brasília. 

“O cidadão, uma vez identificado, por assinar contratos, e a partir da LGPD, acessar bancos de dados de órgãos públicos ou privados, no sentido de ter acesso aos dados, promover alteração ou atualização. Ou seja, empresas e governo vão ter que se preparar para fornecer os dados do cidadão para ele próprio, e para isso é indicado o certificado digital.”

Segundo ele, os preços atuais tornam essa alternativa viável. “Vamos completar o ano com cerca de 6 milhões de certificados emitidos e ao longo dos anos viabilizou-se uma redução sensível de preço.

Fontes:

https://www.convergenciadigital.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=52416&sid=18
https://www.iti.gov.br/iti-na-midia/4064-certificado-digital-e-a-ferramenta-da-lei-geral-de-protecao-de-dados